O comprador e os custos

Chegando no Rio Vermelho, vindo da Barra, em trajeto tranquilo e sem ocorrências, passo pelo gargalo ali do Mercado do Peixe, onde o trânsito (para eles) fica mais lento, e para mim, as vezes, fica um pouco sem espaço.

Mas dessa vez o espaço estava suficiente. O que aconteceu foi o um motorista que emparelhou comigo e perguntou “quer vender essa bike aí, cabeça?”

Não.

Ultrapassei ele. Mais pra frente ele chega de novo, e dessa vez eu que começo falando:

– Rapaz, essa tem pra vender em loja, você pega uma nova
– Essa aí não tem não, cabeça

Se eu quisesse muito vender a minha bicicleta, não venderia pra esse cara. Quem é cabeça, rapaz? Eu sou da sua família? Me deixe… Enfim, o “papo” continuou.

– Tem. Essa aqui eu comprei no Shopping Barra ano passado.
– Foi quanto?
– 1.200. Mas tem por menos. Tem por mais.
– Esse quadro é massa. Não tem mais não.
– Tem, sim, vá lá.

O trânsito ficou mais fácil pra meu amigo cabeça e ele seguiu em frente.

Essa é uma semana de custos e manutenção.

Minha lanterna dianteira sumiu, não lembro como nem onde. Comprei uma nova. A pilha da minha sinalização traseira está acabando. Comprei pilha nova. A bicicleta estava precisando de uma revisão. A ErvaCicloBike do Rio Vermelho fechou, tive que ir na NewWorldBike. A revisão na NWB é o dobro do preço do que era na ECB. Nossa!

Lanterna frontal nova: 55.
Pilha AAA nova: 5,50
Revisão: 50

Total: 110,5o

Tinha 2 meses que eu não gastava 1 real com essa bicicleta. Se continuar desse jeito eu acabou gastando em um ano o que alguns amigos gastam em 2 meses de gasolina.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O comprador e os custos

  1. Alan Alencar disse:

    Caso você ande pelos lados do São Caetano em algum dia na semana ou mês, leve sua bike na loja de Jorge (esqueci o nome da loja, pois estou a 3 anos morando Sergipe). A loja fica em frente ao Bompreço do bairro. Ele tem duas lojas, quase que junto uma da outra, uma de moto e outra de bicicleta (ele costuma ficar na loja de moto) – ambas em frente ao Bompreço, não tem errada. Pode levar lá que é serviço 100% garantido nas revisões. Para cada parafuso ele tem a chave certa, diferente de muitos mecânicos ae que usam o alicate universal para tudo e por conta disso sai aluindo e mastigando as cabeças dos pobres parafusos.
    A bike sai regulada como nova.

    Palavras de quem tem 2 bikes top de linha e sofre por não está em Salvador para revisar as bikes em Jorge.
    Não sei dizer o valor da revisão, mas certamente deve ser um valor bem mais acessível.
    ps: não sei se você tem o costume, mas de vez em quando, a depender de onde você ande e os buracos que encare, as jantes precisam serem desempenadas algumas vezes no ano (comigo 2 vezes ta bom). Isso garante estabilidade e segurança na pedalada, sem contar que a “banguela” fica mais veloz…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s