O dia de ontem

Ontem foi um dia atípico então vou escrever como nos velhos tempos.

Dois quase-contatos com automóveis em movimento: na curva da Paciência tem um cruzamento totalmente confuso onde toda cautela é pouca, não só para ciclistas, mas para motoristas, motociclistas e cães sem dono. É uma grande confusão. Sinalizei que dobraria à esquerda, o motorista que teria de esperar estava parado esperando a vez e quando comecei a conversão, ele acelerou para cima de mim. Se ele me viu, se viu o ciclista acenando com a mão para a esquerda, não entendeu o que via e não soube interpretar o sinal. Isso, ou estava no celular, será? Meteu o carro em cima de mim, percebi, desviei minha rota no que foi provavelmente o último segundo, ele fez o mesmo – para o lado oposto – cantou pneu, quase saiu da pista, e não houve choque. Todos estavam devagar. Parei no meio da pista, um pouco assustado, mas completamente tranquilo e dei a chance dele encostar o carro, ou parar para conversarmos sobre o quase acidente. Afinal, ele quase bateu o carro e quase me derrubou.

Aqui, quase caí. Ele vinha do centro para dobrar à esquerda e pegar a Garibaldi, eu vinha da Paciência para seguir pela orla.

Aqui, quase caí. Ele vinha do centro para dobrar à esquerda e pegar a Garibaldi, eu vinha da Paciência para seguir pela orla. Imagem do Google Street View.

Devia estar com pressa, se mandou pela Garibaldi. Não faço ideia do modelo do carro, era cinza. Era sedan (é assim que diz?).

No mesmo caminho Rio Vermelho-Centro, numa mudança de marcha minha corrente soltou. Acho que a primeira vez que isso acontece “espontaneamente” com essa bicicleta. Estava passando em frente ao antigo Clube Espanhol quando aconteceu, fui na banguela até uma sombra e fui recolocar a corrente. Bem no cantinho e bem visível. Daí vem de lá um carro preto pequeno, preto, virado no estopor, a pelo menos 70 Km/h ultrapassando pela direita (!) e passa muito perto do acostamento. Buzinando! Passou bem pertinho. A rua dele, e quem estiver na frente que saia da frente.

Que vida.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O dia de ontem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s