Um acidente sem motivo algum

Uma rapidinha.

Falando em caminhos fáceis, hoje fiz esse caminho fácil. Fui do Rio Vermelho ao Shopping Barra acompanhado da minha linda esposa.

No meio do caminho, um susto: no trânsito aberto, livre, fluente e tranquilo da Av. Oceânica às 13h, uma freada brusca. E outra. Pneu cantando aquela melodia da desgraça.

Se você desnaturaliza e pensa a respeito, é uma tonelada parando de uma vez. É muita força em atrito, ali. O som foi tão alto que de imediato eu não consegui entender nem de onde veio.

Veio da minha frente. Não fiquei para entender o causo, mas o sinal estava verde, os carros estavam andando, e um freou, o segundo freou atrás e o terceiro freou mais forte e o motorista bateu a cabeça no volante. Me parece que o segundo e o terceiro carro se chocaram, embora os para-choques estivessem intactos. Eram carros novos, então ainda tenho dúvidas se houve impacto. Carros novos desmontam ao menor contato.

Se tivesse sido filmada a minha reação na hora, resultaria em um vídeo engraçadíssimo. Dei um pinote, quase me desequilibrei. Um sustaço.

O motorista saiu do carro atingido (se é que foi mesmo atingido) com uma cara de mau-humor do cão e foi lá conversar com o de trás, atrapalhando o trânsito e gerando muitas buzinas em pouco tempo.

O primeiro pensamento que veio na minha cabeça foi: dirigir um carro é claramente um perigo!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s