1º e 2 de julho

Querido diário,

No final do sábado passado, não teve pedal, mesmo.

Fiquei esperando uma brecha para gravar um Tração Animal #3, mas foi difícil.

A parte mais desafiante de editar o Mê de Música é a parte das entrevistas, e como entrevistador, eu quero muito participar de todo o processo de corte, para conseguir aproveitar o melhor de todos os entrevistados, sem comprometer os discursos, as coerências, essas coisas. Isso leva muito tempo. Não consegui salvar o domingo. Não consegui salvar a segunda. A terça com certeza não vai dar.

O domingo foi de deslocamentos curtos. Fui daqui prali dentro do bairro editar o programa. Saí com a esposa, subiiimos ladeira até a casa de amigos para editar. Ladeira fica mais difícil ou menos difícil, mas nunca fica fácil. Sempre requer uma dedicaçãozinha. Ficamos o dia inteiro. Voltamos quando ameaçava chover, e a pedido da esposa, peguei uma contra-mão na Oswaldo Cruz.

Me permito pequenas contra-mãos aqui e ali para evitar voltas muito longas, mas como regra, não gosta de andar na contra-mão. É mais perigoso, você vai mais lento, é contrário à legislação, é tudo ruim.

Na segunda meio a mesma coisa. De casa para a edição, da edição para o almoço no bairro, mesmo, e do almoço para a edição, da edição para casa. Detalhe que da casa para o almoço, descendo ladeira, cheguei uns 3 minutos antes do carro. Subindo ladeira, na volta ao trabalho, o carro chegou uns 3 minutos antes de mim.

Neste post: 5,5 Km. Total: 698,9 Km

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para 1º e 2 de julho

  1. wille disse:

    Olá!

    Conheci seu blog pela matéria no Correio* e gostei muito dos textos. Parabéns pela iniciativa! Moro em Feira de Santana há três meses e a bicicleta é meu principal meio de transporte aqui. Em breve, vou escrever no meu blog sobre como é pedalar em Feira de Santana.

    • Camilo Fróes disse:

      Que legal! A ideia toda é mostrar que é possível. E como acontece, para as pessoas fantasiarem menos. Quando tiver escrito sobre a sua experiência posta aqui nos comentários, quero ler!

  2. Claudia Viana disse:

    Olá, também conheci seu blog através da matéria do Correio, li desde o inicio, gostei muito e a partir de agora acompanharei sempre. Amo pedalar e já faço isso há uns três anos. Moro em Lauro de Freitas, no Miragem, e por aqui tem locais excelentes para pedalar. Quando dá, gosto de variar os lugares por onde vou. Já fui de Buraquinho até Jauá, até a orla de Salvador no Costa Azul, e agora estou pretendendo ir até Arempebe e/ou Praia do Forte. Pedalo dia sim dia não por causa do meu trabalho, e geralmente vou até a Praia de Aleluia/Stella Maris, mas se não fosse isso, certamente que faria todo dia. Comecei para fazer alguma atividade física, manter a forma, e além dos beneficios que ficaram evidentes e mais imediatos do que eu esperava, eu me apaixonei pela atividade, me dá um imenso prazer, fico extremamente de bem com a vida. Também comecei com uma bicicleta velha, mas agora tenho uma caloi melhorzinha, que estou sempre equipando aqui e ali pra facilitar meu pedal. Não tenho carro ainda, então faço de tudo com minha bike. Abraço para você e sua esposa, e posta sempre vídeos ok?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s